Tag: resenhas

Resenha: Paletas Elf.

Faz tempo que estava querendo testar essas paletas de blush e contorno da Elf; são econômicas (ao redor de 6 dólares c/u), e o melhor, livres de crueldade animal. Embora todas têm fallout, isso pode ser controlado e a textura é macia.
(more…)

L’Oreal La Palette Nude 1 e 2: Resenha e Swatches.

Aqui no México, são vendidas como La Palette Nude e La Palette Nude Intense, respectivamente, mas são exatamente as mesmas que vendem nos EUA (a versão para UK é diferente). Em São Paulo, cheguei ver nas lojas asiáticas da Paulista. Vamos dar uma olhada para ambas paletas.

A L’Oreal é uma marca experta em selecionar tons que ficam bem em tudo mundo, e essas paletas não são a exceção, particularmente acho que as cores valorizam muito o marrom do meus olhos. La Palette Nude 1 está composta por tons neutros quentes e um par de prateados mais fríos, enquanto que La Palette Nude 2 inclui rosados, malvas e roxos. (more…)

Resenha: Base Lasting Finish da Rimmel.

A base Lasting Finish da Rimmel não é nova no mercado, mas eu nunca testei. Como a marca não está disponível no Brasil, aproveitei essa viagem para a Venezuela para comprar, e olha, em pouco tempo tem virado minha favorita do tipo ride or die. Ela é perfeita para o dia a dia e o preço é bem em conta, então recomendo muito para quem tiver a oportunidade de experimentar.  (more…)

Resenha: Paleta Cocoa Blend.

 

Cocoa_Blend_Resenha

Sabe aquela frase clichê de beauty blogger: “they blend like a friggin’ dream“? Bom, ela descreve perfeitamente quão fácil é esfumar as sombras da Cocoa Blend, uma paleta que mistura tons neutros com pops de cor avermelhados e roxos súper usáveis (nem consigo escolher quais gosto mais!), e cuja pigmentação é perfeita!  Já dá para perceber que é a minha nova favorita, né? (more…)

Tartelette In Bloom: Resenha e Swatches.

Review-Tartelette-In-Bloom

Hoje trouxe para vocês uma resenha da  paleta Tartelette In Bloom, para quem está curiosa ou tem a chance de adquiri-la e está com dúvidas sobre se vale a pena ou não. Não tenho a primeira Tartelette, então não posso compará-las, mas realmente foi essa a que mais chamou a minha atenção, por isso quando fiquei sabendo que uma amiga estava indo para Nova York, não deixei passar a oportunidade. (more…)